Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

SAPO Desportu TL

Qua | 20.03.19

Harden hanesan jogador NBA dahuluk ne'ebé marka pontu 30 ba adversáriu hamutuk 29

SAPO TL

James Harden, iha loron-tersa ne'e, sai ona hanesan jogador dahuluk ne'ebé marka pelumenus pontu 30 ba adversáriu hamutuk 29 iha époka hanesan hosi Liga norte-amerikanu basket nian (NBA), bainhira aponta 31 hasoru Hawks, iha Atlanta.

harden_NBA.jpg

Jogador hosi Houston Rockets, ne'ebé lidera tabela hosi markador di'ak liu hosi prova, ho pontu 35,8 tuir enkontru, konsege ona mínimu ida hosi pontu 30 hasoru ekipa ida-idak hosi ekipa hamutuk 28, falta de'it Atlanta Hawks.

 

Will Chamberlain, ne'ebé aliña iha NBA entre 1959/60 ho 1972/73, hakotu époka oioin ho pontu 30 ka pontu barak liu hasoru oponente sira hotu maibé iha momentu ne'ebá ekipa sira hanesan oituan.

Jogador hosi Rockets, ne'ebé hakotu jogu ho pontu 31, asisténsia 10 ho resaltu ualu, iha minutu 33.28, to'o ona iha temporada ne'e ba pontu 30 iha 48 hosi enkontru hamutuk 67 ne'ebé maka nia partisipa ona, koresponde ba 71%.

 

Iha jogu hamutuk 19 ne'ebé maka nia la to'o pontu tolunulu resin iha 16 hetan ona pontu hamutuk 20, marka ne'ebé nia falla de'it iha okaziaun tolu.

 

Iha 2018/19, James Harden hetan ona rejistu di'ak daruak hosi jogu konsekutivu sira hodi marka pelumenus pontu hamutuk 30, fiksa iha jogu hamutuk 32. Chamberlain de'it maka halo di'ak, ho 65 ne'ebé nunka repete.

 

Hasoru Atlanta, ne'ebé iha susesu mós iha Rockets Clint Capela, ho pontu hamutuk 26 no resaltu 11, no Danuel House Jr., autor hosi pontu 19, inklui "triplu" neen. ‘Rookie’ Trae Young lidera ona anfitriaun sira, ho pontu 21 no asisténsia hamutuk 12.

Iha jogu sira seluk hosi ronda, destaka ba bikampeaun iha títulu Golden State Warriors, ne'ebé manán ona hasoru Minnesota Timberwolves ho 117-107, ho pontu 36 hosi Stephen Curry, no metin ona iha lideransa hosi Konferénsia Oeste.

 

Iha parte seluk, Milwaukee Bucks reforsa ona postu dahuluk iha Este, bainhira manán hasoru Los Angeles Lakers (115-101), ne'ebé tuir konta sai ona hosi ‘play-offs’. Hafoin final konsekutivu dala ualu, LeBron James falla faze desizaun sira nian.

 

Fonte: Ajénsia Lusa

Qua | 20.03.19

Harden é o primeiro jogador da NBA a marcar 30 pontos aos 29 adversários

SAPO TL

James Harden tornou-se na terça-feira o primeiro jogador a marcar pelos menos 30 pontos a todos os 29 adversários na mesma época da Liga norte-americana de basquetebol (NBA), ao apontar 31 face aos Hawks, em Atlanta.

harden_NBA.jpg

O jogador dos Houston Rockets, que lidera a tabela dos melhores marcadores da prova, com 35,8 pontos por encontro, já tinha conseguido um mínimo de 30 pontos face a cada uma das restantes 28 equipas, faltando-lhe os Atlanta Hawks.

 

Will Chamberlain, que alinhou na NBA entre 1959/60 e 1972/73, acabou várias épocas com 30 ou mais pontos frente a todos os oponentes, mas então o número de equipas era menor.

 

O jogador dos Rockets, que terminou o embate com 31 pontos, 10 assistências e oito ressaltos, em 33.28 minutos, chegou na presente temporada aos 30 pontos em 48 dos 67 encontros em que participou, correspondentes a 71%.

Nos 19 jogos em não atingiu as três dezenas de pontos, em 16 alcançou os 20 pontos, marca que só falhou em três ocasiões.

 

Em 2018/19, James Harden logrou o segundo melhor registo de jogos consecutivos a marcar pelo menos 30 pontos, fixando-o em 32 embates. Só Chamberlain fez melhor, com ‘irrepetíveis’ 65.

Face aos Atlanta, também brilharam nos Rockets Clint Capela, com 26 pontos e 11 ressaltos, e Danuel House Jr., autor 19 pontos, incluindo seis ‘triplos’. O ‘rookie’ Trae Young liderou os anfitriões, com 21 pontos e 12 assistências.

 

Nos outros jogos da ronda, destaque para os bicampeões em título Golden State Warriors, que ganharam fora aos Minnesota Timberwolves por 117-107, com 36 pontos de Stephen Curry, e isolaram-se na liderança da Conferência Oeste.

 

Por seu lado, os Milwaukee Bucks reforçaram o primeiro posto no Este, ao ganharem em casa aos Los Angeles Lakers (115-101), que estão quase matematicamente fora dos ‘play-offs’. Após oito finais consecutivas, LeBron James falha a fase das decisões.

 

Fonte: Agência Lusa

Ter | 19.03.19

Árbitru fransés Clément Turpin diriji Portugal-Ukránia

SAPO TL

Árbitru fransés Clément Turpin nomea ona hodi diriji, iha loron-sesta, jogu entre Portugal ho Ukránia, hosi jornada dahuluk Grupu B nian ba kualifikasaun ba Euro2020 futebol nian, hatete hosi UEFA iha loron-tersa ne'e.

futebolpt2019.jpg

Turpin, tinan 36, hanesan internasional dezde tinan 2010, iha momentu ne'ebá sai hanesan joven árbitru fransés ne'ebé hetan insígnia sira hosi FIFA.

 

Juís fransés, ne'ebé marka prezensa iha final hosi Euro2016 no hosi Mundial2018, apita ona selesaun portugeza iha 2017, iha jogu partikular ho Suésia, iha Madeira, ne'ebé hotu ho vitória hosi eskandinavu sira, ho 3-2.

Iha loron-sesta, iha Estádio da Luz, iha Lisboa, Turpin sei hetan ajuda hosi kompatriota Nicolas Danos ho Cyril Gringore, Benoit Millot sei sai hanesan árbitru dahaat.

 

Fonte: Ajénsia Lusa

Ter | 19.03.19

Árbitro francês Clément Turpin dirige Portugal-Ucrânia

SAPO TL

O árbitro francês Clément Turpin foi nomeado para dirigir na sexta-feira o jogo entre Portugal e Ucrânia, da primeira jornada do Grupo B de qualificação para o Euro2020 de futebol, revelou hoje a UEFA.

futebolpt2019.jpg

Turpin, de 36 anos, é internacional desde 2010, tendo-se tornado, na altura, o mais jovem árbitro francês a alcançar as insígnias da FIFA.

 

O juiz francês, que esteve na fase final do Euro2016 e do Mundial2018, arbitrou uma única vez a seleção portuguesa, em 2017, no particular com a Suécia, na Madeira, que terminou com a vitória dos escandinavos, por 3-2.

Na sexta-feira, no Estádio da Luz, em Lisboa, Turpin vai ser auxiliado pelos compatriotas Nicolas Danos e Cyril Gringore, enquanto Benoit Millot será o quarto árbitro.

 

Fonte: Agência Lusa

Sex | 15.03.19

Prezidente hosi Komité Olímpiku Japaun nia sai tanba eskándalu

SAPO TL

Prezidente hosi Komité Olímpiku Japaun nian (COJ) sei husik kargu tanba eskándalu ida hosi sosa votu sira ba kandidatura Tókiu nian ba Jogu sira iha tinan 2020, ne'ebé investiga hela hosi justisa franseza, fó sai iha imprensa iha loron-sesta ne'e.

Takeda_desportutl.jpg

Iha deklarasaun sira ba kanal estatal NHK, fonte ne'ebé besik ba prosesu garanti ona katak "hanesan labele evita" saída hosi Tsunekazu Takeda ho baze hosi nia implikasaun iha kazu sosa votu sira.

 

Takeda, ne'ebé prezidi COJ dezde tinan 2001, hanoin kandidata fali ba mandatu foun ida iha fulan-Juñu.

Prezidente COJ, ne'ebé konsidera hanesan autor prinsipal ba vitória hosi kandidatura nipóniku nian, hetan hela investigasaun hosi autoridade fransés sira tanba korupsaun ativu.

 

Iha baze hosi suspeita sira maka pagamentu hamutuk euro millaun 1,8 ba empreza Black Tidings, ne'ebé iha momentu ne'ebá kaer hosi senegalés Massata Diack, prezidente hosi Federasaun Internasional Atletizmu (IAAF), Lamine Diack, nia oan-mane.

 

osan ne'e, ne'ebé tuir dalan ofisial destina ba preparasaun hosi relatóriu rua, karik serve hodi selu membru afrikanu sira hosi COI, liuhosi Lamine Diack nia influénsia, ne'ebé, iha momentu ne'ebá, halo kampaña ba kapital japuneza.

Fonte: Ajénsia Lusa

Sex | 15.03.19

Presidente do Comité Olímpico do Japão de saída devido a escândalo

SAPO TL

O president do Comité Olímpico do Japão (COJ) vai deixar o cargo devido a um escândalo de compra de votos para a candidatura de Tóquio aos Jogos de 2020, que está a ser investigado pela justiça francesa, noticia hoje imprensa.

Takeda_desportutl.jpg

Em declarações ao canal estatal NHK, fonte próxima do processo garantiu que a retirada de Tsunekazu Takeda “é inevitável”, tendo em conta a sua implicação no caso de compra de votos.

 

Takeda, que preside ao COJ desde 2001, tencionava candidatar-se a um novo mandato em junho.

O presidente do COJ, considerado um dos principais artífices da vitória da candidatura nipónica, está a ser investigado pelas autoridades francesas por corrupção ativa.

 

Na base das suspeitas está o pagamento de 1,8 milhões de euros à empresa Black Tidings, detida, na altura, pelo senegalês Massata Diack, filho do então presidente da Federação Internacional de Atletismo (IAAF), Lamine Diack.

 

Essa verba, oficialmente destinada à preparação de dois relatórios, terá servido para subornar os membros africanos do COI, através da influência de Lamine Diack, que, na altura, fez campanha pela capital japonesa.

Fonte: Agência Lusa

Sex | 15.03.19

Organizador sira Tour de Timor iha tusan dolar rihun 210 resin ba empreza ho atleta sira

SAPO TL

Empreza timoroan sira ne'ebé apoia ona atleta nasional ho internasional sira ne'ebé partisipa ona iha edisaun tinan liubá hosi Tour de Timor to'o ohin loron seidauk simu hosi organizador sira hosi eventu, konfirma ona hosi kredor sira ba Lusa.

tourtimor_tl.jpeg

Tusan sira, ne'ebé ultrapasa ona dolar rihun 200 (euro rihun 177), halo parte mós Suai Extreme, eventu ne'ebé Tour de Timor organiza hosi empreza Noble Timor.

 

Empreza ho atleta oioin ne'ebé maka ko'alia ho Lusa konfirma ona katak seidauk simu osan ruma ne'ebé sira debe no afirma ona katak laiha resposta ba pedidu sira esplikasaun nian, hodi akuza proprietáriu hosi empreza, Sean Borrell, sai ona hosi nasaun lahó rezolve problema.

 

Bainhira kontakta hosi Lusa, responsável hosi Noble Timor husu ona pergunta eskritu, ne'ebé hafoin ne'e lakohi hatán.

"Tanba tentativa oioin hosi Noble Timor hodi rezolve dezafiu finanseiru sira hosi eventu internasional rua ne'ebé halo iha 2018, proprietáriu ho diretor hosi operasaun Nobel Timor, Sean Borrell, agora daudaun laiha disponibilidade hodi komenta kona-ba kestaun sira ne'e", refere hosi deklarasaun ne'ebé nia rasik haruka ba Lusa.

 

Kredor sira asina ona petisaun ida ne'ebé haruka ona ba Prezidente Repúblika, ba prezidente Parlamentu Nasional no ba primeiru-ministru, no ba ema sira seluk ne'ebé inklui detalle sira hosi empreza, ida-idak, sira hamutuk 16 ne'ebé tenki iha entre dolar atus lima no dolar rihun 26.

 

Material publisitáriu sira no hosi promosaun inklui vídeo oioin hosi sekretáriu Estadu ba Juventude ho Desportu (SEJD), Nélio Isaac, ho eis-Prezidente na'in rua, José Ramos-Horta, no iha kazu Tour de Timor nian, ho Xanana Gusmão, iha kazu hosi Suai Extreme ne'ebé fó nia apoiu.

 

Material tomak hosi eventu rua inklui logo sira hosi Ministériu ho entidade públiku oioin maibé Nélio Isaac garanti ona katak apoiu ne'ebé fó ba eventu sira "hanesan de'it apoiu moral".

"Kestaun ne'e hanesan de'it responsabilidade hosi Noble Timor. Ami nia parte hanesan Governu maka fó de'it apoiu moral", nia hatete hodi esplika katak apoiu inklui karta sira hodi tenta apoiu sira hosi patrosinador sira.

 

Fonte hosi petrolíferu Timor Gap konfirma ona ba Lusa katak empreza apoia ona Tour de Timor ho dolar rihun 50, "husu ona" ba empreza sira seluk hodi apoia mós eventu.

Entre "parseiru" sira ne'ebé tama iha lista iha mós Autoridade Nasional hosi Petróleu ho Mineral no empreza oioin, inklui Timor Telecom, Cardno, AirNorth, Southern Cross, Timor Resources ho Northern Oil & Gás Australia.

 

Isaac hatete katak Governu hatene problema no iha mós kestaun oioin ba Noble Timor, insisti katak "laiha kontratu ruma" apoiu nian no asisténsia ne'ebé fó maka halo de'it iha área sira saúde ho seguransa hodi apoia atleta sira.

Laiha entidade públiku ida iha orsamentu previstu ida iha 2018, ba Tour de Timor ka ba Suai Extreme, haktuir hosi livru orsamentu sira nian iha tinan liubá.

 

Iha relatóriu hosi ezekusaun orsamental hosi SEJD iha trimestre tolu dahuluk 2018 nian iha 440110 kona-ba Programa Tour de Timor ho Maratona Díli nian maibé lahó fundu sira.

 

Tour iha ona edisaun sanulu no konsidera hanesan eventu desportivu internasional importante iha Timor-Leste ho atleta sira hosi nasaun oioin inklui hosi Portugal ho Austrália.

Governu timoroan sai hanesan responsável prinsipal hosi eventu to'o tinan 2016, tinan ne'ebé iha problema oioin, hanesan falta bee ho hahán ba atleta sira.

 

Sean Borrell ho Noble Timor asumi ona responsável sira iha 2017, ho eventu hala'o "ho kréditu hosi empreza sira", hasoru promesa hosi pagamentu ne'ebé maka halo ona.

"Tinan ne'e, iha fali envolvimentu hosi empreza sira, hosi baze iha promesa katak sei selu. Iha tinan pagamentu nian to'o tarde maibé to'o. Agora la'e", hatete hosi Tino de Freitas, diretor jeral hosi Timor Lodge, hotel ne'ebé sai hanesan "kuarter-jeneral" hosi prova.

 

Anche Cabral, siklista timoroan ne'ebé koñesidu - kompete ona iha Jogu Olímpiku iha Rio de Janeiro -, konfirma ona ba Lusa katak nia, hanesan mós atleta sira seluk iha lista (tinan ne'e tama iha pozisaun datoluk) la simu prémiu sira.

"Tuir loloos simu dolar 780 maibé ha'u seidauk simu buat ida. Ema ida seidauk simu. Ami nia konta maka atleta sira tenki simu dolar rihun 12", nia hatete.

"Hanesan susar tanba hafoin tempu barak treinu nian, sosa ekipamentu, hafoin ne'e la simu. Ne'e halakon motivasaun hosi siklista nasional sira. Ha'u hein katak ne'e sei rezolve", nia hatete.

 

David Lyons, siklista australianu ida ne'ebé partisipa ona dala ualu hosi edisaun sanulu no ne'ebé hatete katak "ajuda ona salva tour iha tinan 2013 bainhira Governu kuaze estraga", lamenta situasaun atual no konfirma katak partisipante internasional sira "seidauk simu" sira nia prémiu.

"Ha'u la simu ona resposta ba email sira. Ne'e hanesan estrañu tebes", nia esplika.

 

Gina Ricardo, siklista australianu ne'ebé manán iha kategoria feminina iha prova, konfirma mós katak la simu dolar 5.000 ne'ebé maka sei debe ba nia iha prémiu sira.

"Loos. Triste tebes tanba ha'u seidauk simu", nia konfirma ona ba Lusa.

 

David Vaz, portugés ne'ebé manán ona iha kategoria maskulinu hosi prova iha edisaun tolu ikus ne'e, konfirma mós ba Lusa katak seidauk simu prémiu ne'ebé refere ba edisaun 2018 nian.

"Ha'u seidauk simu pagamentu ruma hosi Tour. Ha'u hatene mós katak ema barak seidauk simu", siklista ne'e hatete.

 

Tino de Freitas admiti katak situasaun afeta empreza oioin ne'ebé apoia ona eventu importante ida hodi halo projesaun ba Timor-Leste, ne'ebé nia imajen "bele hetan estraga tebes".

"Iha futuru, sei hanesan susar hetan apoiu hosi empreza sira ne'e no karik susar halo mobilizasaun hosi atleta sira hodi partisipa", nia hatete.

 

Noble Timor, ne'ebé tuir nia pájina iha internet katak harii ba "investimentu étiku sira" iha Timor-Leste, tau José Ramos-Horta hanesan nia patronu.

 

Ramos-Horta garanti ona ba Lusa katak fó de'it "apoiu moral" ba projetu no laiha "ligasaun finanseiru ruma ka responsabilidade finanseiru ka ezekutivu" ho Tour de Timor ne'ebé, tuir nível formal, nia laiha ona "ligasaun durante tinan barak nia laran".

"Ha'u triste, triste tebes ho situasaun ne'ebé sei halakon inisiativu hosi Tour de Timor no laiha ema ida maka sei hakarak atu partisipa", nia lamenta.

"Bainhira ita hakarak promove Timor-Leste, ita tenki halo ho ativizmu maka'as, apoia ho finansiamentu sériu, previzível ho garantidu. Iha tinan sanulu ka tinan 20 oinmai, bainhira área privadu metin ona no ho likidez, Governu bele husik fó apoiu. Maibé agora tenki kontinua", nia hatete.

 

Fonte: Ajénsia Lusa

Sex | 15.03.19

Organizadores do Tour de Timor devem mais de 210 mil dólares a empresas e atletas

SAPO TL

Empresas timorenses que apoiaram atletas internacionais e nacionais que participaram na edição do ano passado do Tour de Timor estão até hoje sem receber dos organizadores do evento, confirmaram vários dos credores à Lusa.

tourtimor_tl.jpeg

As dívidas, que ultrapassam os 200 mil dólares (177 mil euros), abrangem ainda o Suai Extreme, evento que como o Tour de Timor foi organizado pela empresa Noble Timor.

 

Vários empresários e atletas ouvidos pela Lusa confirmam não ter recebido qualquer do dinheiro devido e afirmam que pedidos de explicação continuam sem resposta, acusando o proprietário da empresa, Sean Borrell, de ter saído do país sem resolver o problema.

 

Contactado pela Lusa, o responsável da Noble Timor solicitou perguntas por escrito, às quais acabou por recusar responder.

“Devido à natureza das tentativas da Noble Timor resolver os desafios financeiros dos dois eventos internacionais levados a cabo em 2018, o proprietário e diretor de operações da Nobel Timor, Sean Borrell, não está atualmente disponível para comentar sobre estas questões”, refere a declaração que o próprio enviou à Lusa.

 

Os credores assinaram uma petição que foi enviada ao Presidente da República, ao presidente do Parlamento Nacional e ao primeiro-ministro, entre outros, que inclui detalhes de 16 empresas que têm a haver entre 500 e 26 mil dólares, cada.

 

O material publicitário e de promoção inclui vídeos do secretário de Estado da Juventude e Desporto (SEJD), Nélio Isaac, com dois ex-Presidentes, José Ramos-Horta, no caso do Tour de Timor, e Xanana Gusmão, no caso do Suai Extreme, a darem o seu apoio.

 

Todo o material dos dois eventos inclui logos de vários Ministérios e entidades públicas, mas Nélio Isaac garantiu que o apoio dado aos eventos “foi apenas moral”.

“Esta questão é apenas da responsabilidade da Noble Timor. A nossa parte como Governo foi apenas dar apoio moral”, disse, explicando que o apoio incluiu cartas para tentar conseguir apoios de patrocinadores.

 

Fonte da petrolífera Timor Gap confirmou à Lusa que a empresa apoiou o Tour de Timor com 50 mil dólares, tendo “intercedido” junto de outras empresas para apoiarem igualmente o evento.

 

Entre os “parceiros” listados contam-se ainda Autoridade Nacional de Petróleo e Minerais e várias empresas, incluindo a Timor Telecom, a Cardno, a AirNorth, a Southern Cross, a Timor Resources e a Northern Oil & Gás Australia.

 

Isaac disse que o Governo sabe do problema e também tem várias questões para a Noble Timor, insistindo que “não há qualquer contrato” de apoio e que a assistência foi dada apenas nas áreas de saúde e segurança, para apoiar os atletas.

 

Nenhuma das entidades públicas tem qualquer orçamento previsto em 2018, quer para o Tour de Timor, quer para o Suai Extreme, segundo os livros orçamentais do ano passado.

 

A SEJD tem nos relatórios de execução orçamental dos primeiros três trimestres de 2018 a rubrica 440110, sobre o Programa Tour de Timor e Maratona de Díli, mas sem fundos.

Considerado o principal evento internacional desportivo em Timor-Leste, com atletas de vários países, incluindo Portugal e a Austrália, o Tour teve já dez edições.

 

O Governo timorense foi o principal responsável do evento até 2016, ano de vários problemas, como falta de água e comida para os atletas.

 

Sean Borrell e a Noble Timor acabaram por assumir as rédeas em 2017, com o evento a decorrer “com crédito das empresas”, perante a promessa de pagamento, que foi feito.

“Este ano as empresas voltaram a envolver-se, com base na promessa de que seriam pagas. No ano o pagamento chegou tarde mas chegou. Agora não”, disse Tino de Freitas, diretor geral da Timor Lodge, o hotel que foi ‘quartel-general’ da prova.

 

Anche Cabral, a ciclista timorense mais conhecida – competiu nos Olímpicos no Rio de Janeiro –, confirmou à Lusa que ela, como outros atletas no pódio (este ano ficou em terceiro) não receberam os prémios.

“Deveria ter recebido 780 dólares e não recebi nada ainda. Ninguém recebeu. As nossas contas é de que os atletas têm a receber 12 mil dólares”, disse.

“É difícil depois de tanto tempo de treino, de comprar equipamento, depois não receber. Isso mata a motivação dos ciclistas nacionais. Espero que isto seja resolvido”, disse.

 

David Lyons, um ciclista australiano que participou em oito das dez edições e que diz ter “ajudado a salvar o tour em 2013 quando o Governo quase o destruiu”, lamenta a situação atual e confirma que os participantes internacionais “não receberam” ainda os seus prémios.

“Já nem sequer tenho respostas aos emails. É tudo muito estranho”, explicou.

 

Gina Ricardo, a ciclista australiana vencedora da categoria feminina da prova, confirmou que também não recebeu os 5.000 dólares que lhe são devidos em prémios.

“Sim. Infelizmente ainda não recebi”, confirmou à Lusa.

 

Também David Vaz, o português que venceu a categoria masculina da prova nas últimas três edições, confirmou à Lusa que não recebeu o prémio referente à edição de 2018.

“Ainda não recebi qualquer pagamento do Tour. Assim como sei que muita gente não recebeu”, disse o ciclista.

 

Tino de Freitas admite que a situação afeta várias empresas que apoiaram um evento importante de projeção de Timor-Leste, cuja imagem “pode ficar seriamente danificada”.

“Será difícil conseguir apoio destas empresas no futuro e até mesmo a mobilização de atletas para participar”, disse.

 

A Noble Timor, que segundo a sua página na internet foi criada para “investimentos éticos” em Timor-Leste, lista José Ramos-Horta como seu patrono.

 

Ramos-Horta garantiu à Lusa que só deu “apoio moral” ao projeto e que não tem “qualquer ligação financeira ou responsabilidade financeira ou executiva” com o Tour de Timor de que está, formalmente, “desligado há vários anos”.

“Estou triste, super triste com esta situação por vai matar a iniciativa do Tour de Timor e ninguém mais quererá participar”, lamentou.

“Se queremos promover Timor-Leste, temos que fazer isso com muito ativismo, apoiado por financiamento sério, previsível e garantido. Só daqui a dez ou 20 anos, quando o setor privado estiver totalmente enraizado e com liquidez, o Governo pode deixar de apoiar. Mas para já tem que continuar”, disse.

 

Fonte: Agência Lusa

Qui | 14.03.19

Messi: "Cristiano iha kalan májiku ida"

SAPO TL

Futebolista arjentinu hosi Barcelona Lionel Messi, ne'ebé marka ona golu rua iha vitória hasoru fransés sira Lyon (5-1), fó elojiu ba dezempeñu Juventus nian no hosi Cristiano Ronaldo iha triunfu hasoru Atlético Madrid.

messi_tl2019.jpg

"Cristiano ho Juventus hanesan impresionante tebes. Hanesan surpreza boot ida, tanba ha'u hanoin katak Atlético sei forte liu maibé Juventus atropela sira no iha liu potensial, ho Cristiano iha kalan májiku ida ho golu tolu", afirma hosi avansadu.

 

Messi, ne'ebé sai destake iha vitória iha loron-kuarta ne'e hasoru Lyon ne'ebé permiti ona apuramentu hosi Barcelona ba kuartu-final hosi Champions League, fó elojiu ba ekipa sira ne'ebé kontinua iha kompetisaun, entre sira maka FC Porto mós.

 

"Sira ne'ebé maka iha prova hanesan komplikadu tebes, ami labele hili ema ida iha sorteiu tanba iha ekipa sira ne'ebé di'ak tebes hanesan Manchester City, Juventus ka Ajax, ne'ebé hatudu ona katak iha ekipa ida ho joven sira ne'ebé la tauk buat ida. Liverpool iha nafatin forsa maka'as no hatudu ona iha Munike", Messi hatete.

 

Iha loron-tersa, Ronaldo marka ona golu tolu hodi halo Juventus manán Atlético de Madrid hafoin sofre tiha lakon ida iha jogu dahuluk maibé garanti ona kontinuasaun iha prova.

 

Fonte: Ajénsia Lusa

Qui | 14.03.19

Messi: “Cristiano teve uma noite mágica”

SAPO TL

O futebolista argentino do Barcelona Lionel Messi, que marcou dois golos na vitória frente aos franceses do Lyon (5-1), elogiou o desempenho da Juventus e de Cristiano Ronaldo no triunfo frente ao Atlético Madrid.

messi_tl2019.jpg

“A verdade é que Cristiano e a Juventus foram impressionantes. Foi uma grande surpresa, porque pensei que o Atlético seria mais forte, mas a Juventus atropelo-os e tem muito potencial, com Cristiano a ter uma noite mágica com três golos”, afirmou o avançado.

 

Messi, que esteve em destaque na vitória na quarta-feira frente ao Lyon que permitiu o apuramento do Barcelona para os quartos-de-final da Liga dos Campeões, elogiou todas as equipas que continuam na competição, entre elas o FC Porto.

 

“Os que estão em prova são todos muito complicados, não podemos escolher ninguém no sorteio, porque existem equipas muito boas como o Manchester City, a Juventus ou ao Ajax, que demonstrou que tem uma equipa de jovens que não têm medo de nada. O Liverpool continua a ter muita força e demonstro-o em Munique”, frisou Messi.

 

Na terça-feira, Ronaldo marcou os três golos com que a Juventus venceu o Atlético de Madrid, após ter sofrido uma derrota na primeira mão, garantindo a continuidade em prova.

 

Fonte: Agência Lusa